domingo, 27 de março de 2011

O segredo da fé

O segredo da fé é: viver a fé.
Avalie:
Quando você está concentrada, focada, determinada, nada, nada mesmo pode tirar o seu foco. Porque? Porque você está vivendo em função de conquistar algo, de chegar em algum lugar.
Uma pessoa que quer ser um médico de sucesso sabe que, terá que sacrificar noites de baladas, roupas, passeios pois seu sucesso depende do quanto ele investir no seu crescimento profissional.
Não se paga uma pequena parcela em uma excelente faculdade. E se a faculdade ainda for pública, não se esqueça dos livros. Não se esqueça ainda da pós-gradução (melhor ainda se for no exterior), será que isso é "baratinho"?
Na vida espiritual não é diferente!
Se você quer ser uma mulher virtuosa, você vai ter que sacrificar seu eu.
É você viver por aquilo que você crê.
É como andar só olhando para frente, como aqueles cavalos que tem em seus olhos uma espécie de protetor. Porque ele usa aquilo? Para que ele não perca o foco. Para que não se espante com nada ao seu redor.
É nessa fé que vamos esses 21 dias.

"Não quero saber de nada. Vou seguir meu alvo."

E isso não depende do meu marido, do meu pastor só depende do quanto eu estiver concentrada. Então.....

Vamos na fé. (Bem... eu vou, não sei você)

Se você quiser saber mais, procure por uma Igreja Universal mais próxima de você.

Na fé - 21 dias de jejum

"Todo atleta em tudo se domina; aqueles, para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível. Assim corro também eu, não sem meta; assim luto, não como desferindo golpes no ar. Mas esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão, para que, tendo pregado a outros, não venha eu mesmo a ser desqualificado."(1 Co 9.25-27)

Muitos sacrificam pelo "corruptível" ou seja, por bens materiais que são passageiros e nós sacrificamos pelo "incorruptível" ou seja, pelo que ESPIRITUAL é ETERNO. O Apóstolo Paulo fala do seu sacrifício pessoal, de esmurrar o seu próprio corpo, para não acontecer dele se tornar hipócrita, tendo falado de salvação para os outros e perder a sua própria alma. Como Jesus disse: Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? 

Por: Pr Leandro

E é nessa fé que vamos viver nos próximos dias.

quarta-feira, 16 de março de 2011

A conexão de Deus conosco - ultimo

Terceiro

Não deixe para amanhã o que você fazer agora!
Mesmo que você não sinta ou não tenha vontade de orar, o faça! E comece já!
Deus quer que nos acheguemos a Ele mesmo sem sabermos como e o que dizer. Se você não “forçar” se dar um tempo para Deus, você nunca terá uma intimidade com Ele ou não voltará a tê-la (se derrepente você a perdeu).
Quanto tempo mais poderíamos investir em estar com Deus ao invés de estarmos fazendo tantas coisas. Lembre-se: obras não nos salva.
Fazer qualquer pessoa pode fazer. Ser, nem todas conseguem ser.
Não desmerecendo o trabalho de suas mãos mas, mesmo com tantas obras, isso não vai garantir que você entre no Reino de Deus.
Porque?

Continua....

terça-feira, 15 de março de 2011

A conexão de Deus conosco - continuação

Segundo:
O poder das palavras
Se soubéssemos o poder que nossas palavras tem, tomaríamos muito cuidado ao falar. Melhor: ouviríamos mais e falaríamos menos (pois esse é um problema grave em nós mulheres: falar mais e ouvir menos)
Uma palavra levanta uma pessoa, mas uma palavra mau colocada pode derrubar alguém.
É como diz lá em Tiago 3.9-10:
“Com a língua bendizemos o Senhor e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à imagem e semelhança de Deus. Da mesma boca procedem benção e maldição. Meus irmãos, não pode ser assim”

segunda-feira, 14 de março de 2011

A fé de Deus

Algumas coisas me chamaram a atenção para o texto do post passado:

Primeiro:
Até Deus teve que manifestar a fé para que as coisas acontecessem. Ou não?
No momento em que Ele disse: “Haja luz. Houve Luz!” “Haja isso. Houve aquilo!”
Isso foi a fé de Deus!
Pois qual é a definição de fé?
Certeza de coisas que se esperam. Convicção de fatos que não se vêem.
Deus tinha tudo dentro Dele, do jeito que Ele queria e assim, por meio da fé, veio a existir.
Se quisermos algo, temos que manifestar nossa fé.

domingo, 13 de março de 2011

A conexão de Deus conosco

“Então o Senhor Deus formou o homem do pó da terra e soprou em seus narizes o fôlego de vida; e o homem se tornou um ser vivente.” (Gn 2.7)

Deus criou o universo por meio da palavra. Ele determinou as estrelas e ao planetas que existissem. Formou o mundo simplesmente proferindo ordens. Iniciou o processo de criação a partir do nada. Com a presença do Espírito Santo e pela ação de sua palavra, a criação ocorreu. Deus produziu ordem, luz, vida e beleza a partir do caos e da escuridão. Ele disse: “Haja...” e aconteceu.
Então, Deus se envolveu pessoalmente na tarefa de fazer o ser humano. Alguns textos das escrituras descrevem-no como “oleiro” e os seres humanos como “barro”, fazendo-nos pensar em nosso Pai celestial curvado sobre uma roda de oleiro, formando figuras de barro conforme o desenho que tinha em mente para suas criaturas. O toque final foi soprar em nós o fôlego de vida. Ele tornou-se pessoal, desde o principio.
Deus, no entanto, não se deteve aí. O ato de soprar-nos fôlego concedeu-nos também a capacidade de falar. O mesmo ato de respirar que nos mantém vivos é o que usamos para nos comunicar. Respiramos para falar (e em alguns idiomas é preciso até inspirar). Somos portadores da imagem de Deus. Respiramos e falamos graças ao fôlego que Ele nos concedeu. Devemos reverenciar o privilégio que temos de usar o fôlego de vida para falar com nosso Criador.
Fomos feitos para nos comunicar com nosso Oleiro. Embora, de início, talvez não possamos fazê-lo muito bem, ainda sim Ele quer nos ouvir. Do mesmo modo que nos alegramos quando nossos bebes emitem os primeiros sons, nosso Pai celestial também se alegra quando ouve o som das palavras que um de seus filhos lhe dirige.
Sussurre uma oração a Deus com freqüência. Se as palavras não lhe vierem a mente naquele momento, comece dizendo “obrigada”. Pronuncie essa palavra pausadamente e, então, acrescente “por...”, até que os diferentes modos de terminar essa sentença comecem a fluir. A medida que o fizer, vai compreender que pode usar o tempo de inspiração (em que inala o ar) para refletir sobre as palavras seguintes e o de expiração (em que solta o ar) para expressar seu agradecimento. Voltemo-nos completamente para o primeiro sopro do ser humano. Você e eu fomos feitos para essa união com Deus. Conceder-nos o “fôlego de vida” é a conexão de Deus conosco; orar é a nossa conexão com Ele.

Extraído da Bíblia da Mulher que Ora

Continua....

O Cantinho da Mulher de Deus © 2008. Template by Dicas Blogger.

TOPO